quarta-feira, março 05, 2014

Nasce

Nasce em mim o desejo insuportável
do momento em que te vejo,
às horas de sempre.

O desejo de nos roubar,
a esse horário bem definido,
o recreio breve das minhas vinte e quatro horas.

Levar-te comigo ao resto do dia.
Banhar-nos em sol
enquanto o gelo da hibernação,
estala sob o meu peito frio.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]



<< Página inicial